Origem

Como tudo começou

Eu nasci no país do vinho. O meu pai faz vinho como o meu avô fazia. Os meus tios, os amigos e até o meu vizinho, todos eles fazem vinho. Mas desde que eu sou pequeno e pus de lado as chupetas, que eu sonhava em crescer para plantar malaguetas.
E quando o dia chegou em que eu tive que fazer vinho, nunca me entusiasmou nem achei interessante. Mesmo sem ninguém saber, segui a sonhar sozinho que ainda um dia qualquer, eu ia fazer picante.
Por entre as vinhas plantei essa planta proibida, e em noites de lua cheia, mesmo antes da vindima, eu saía pela janela, e ia colher a mais bela, da malagueta escondida.
Pus-lhe sal e a águardente, que o meu pai tinha no lagar, e guardei tudo num barril dos que ninguém ia usar. E assim um ano passou, sem ninguém desconfiar eu estava a fazer o picante, que me atrevi a sonhar.
Um dia meu pai lembrou-se, talvez por curiosidade, de provar daquele barril, por tanto tempo ignorado, e mesmo comigo ao lado, pôs o dedo na torneira, eu permaneci calado, ele provou desconfiado:
F******! C******! Disse. – O que é isto aqui guardado.
- Não tinha nome meu pai.
Mas agora, é Malcriado!